Ir direto para menu de acessibilidade.
Acesse o canal do servidor
Início do conteúdo da página
SOLIDARIEDADE

Servidora se aposenta e passa a dedicar a vida ao trabalho voluntário

Publicado: Quinta, 04 de Maio de 2017, 14h41 | Última atualização em Quinta, 04 de Janeiro de 2018, 16h50

LCF 7708(Publicado em 11 de novembro de 2014) - No último sábado, dia 8 de novembro, foi celebrado o Dia do Aposentado. Uma fase muito especial, que pode trazer contentamento, mas também grande nostalgia. Todos os sentimentos, comuns entre os servidores que fecham este ciclo, podem também dar a devida propulsão a projetos pessoais e tornar a vida ainda mais dinâmica e produtiva. Pode parecer mera retórica, mas quem confirma, com atitude, é Rute Alves de Araújo. A servidora do Ministério dos Transportes aposentou-se nessa segunda-feira (10/11), quando a portaria lhe concedendo o merecido descanso foi publicada. Mas nesta nova etapa, ela decidiu-se que irá se empenhar, exclusivamente, a seus projetos sociais. 

Rute começou a trabalhar muito cedo. Foram 42 anos dedicados às funções que exerceu, em empresas e órgãos por onde passou. Como servidora pública, ela começou na Portobras, empresa ligada ao MT, extinta em 1991. Reintegrada ao quadro do órgão, passou os últimos 14 anos no Ministério dos Transportes.


Mas estas não eram suas únicas atividades. Há 27 anos, Rute atua em organizações assistenciais. “Há décadas, todas as sextas-feiras, me reúno aos amigos da Sociedade Espírita de Assistência e Estudo (SEAE) para distribuirmos alimentos, como sopas, em locais onde há moradores de rua, entre outras situações de risco. Na Rodoviária do Plano Piloto, por exemplo, há um senhor que mora nas redondezas há 23 anos. É o Seu Geraldo”, conta emocionada.


Os domingos de Rute também já estão planejados. “Todo segundo domingo do mês, visitamos o Abrigo de Excepcionais da Ceilândia (AEC). Para lá, levamos comida, roupas e muito carinho”. Rute se refere a todos os acolhidos do AEC como crianças em razão da condição de ingenuidade deles, decorrente de suas características mentais, pois na verdade os internos têm até 70 anos de idade.


Com novo projeto, Rute já pretende ingressar em outra área assistencial, aplicando-se também na proteção aos animais. Ela integrará o grupo de voluntários da Sociedade Humanitária de Brasília (SHB). “Agora é reorganizar a rotina, me dedicar ao trabalho voluntário e continuar a servir a quem precisa”, diz decidida.


Aos amigos e colegas do Ministério dos Transportes, ela deixou a sua mensagem:
Comunico a todos que não farei mais parte do quadro de servidores ativos deste Ministério. Depois de 42 anos de trabalho, mereço me aposentar, com saúde, disposição e muita vontade de continuar sendo útil. Vou me dedicar ao trabalho voluntário, trabalho que já faço há 27 anos.

Quero agradecer aos colegas pelo companheirismo, pela união, e pelos ensinamentos, com os quais, aprendi muito. Saio com a certeza de dever cumprido e consciência de ter dado o melhor de mim. Trabalhei todos esses anos, amando o que faço.

Torço para que todos vocês alcancem cada vez mais sucesso em suas vidas profissionais, e claro, também em suas vidas pessoais.

Obrigada! Vou sentir saudades!
Abraços e que Deus os abençoem!

Assessoria de Comunicação
Ministério dos Transportes

registrado em:
Fim do conteúdo da página